Buscar no site

25/nov/2012

Desejo, talvez. Necessidade, sim.

Autor(a): Jason Frutuoso

 

Esse fervilhar que nasce

dentro de mim

é pedacinho de alma,

restício de paixão.

É algo que às vezes me acalma,

outras vezes, é a explosão.

Essa coisa borbulhante,

que parece brotar no peito,

é pedaço de energia,

que deita comido em meu leito.

É um jeito de desejo,

é um projeto de magia,

é como uma estrela guia,

não é desejo apenas,

é vontade de escrever.

É mais que desejo,

é quase um determinar,

é como a chegada da

adolescência,

que não há como barrar.

Tem hora que tenho vontade

de ser exclusivamente autor,

é uma tendência quente,

de me tornar um escritor.

Assim não terei que me calar

frente às belezas da vida,

poderei gritar,

com a fúria ou com a alegria,

retratar o belo e

enaltecer o singelo,

analisar a essência de seu discurso e

colocar-lhe no meu caderno,

com todas as letras.

Varar sua carne,

para mostrar em seu inconsciente,

sua beleza eternizante, ou

sua maldade vivente.

 
Design: Fábrica de Criação   |   concrete5 - open source CMS © 2017 Jason Jair Frutuoso.    Todos direitos reservados.