Buscar no site

28/out/2012

Bom e mau

Autor(a): Jaeder Teixeira

 BOM E MAU

 Como posso ignorar o teorema

Que me expõe o meu irmão, sob seu fardo?

Como posso desprezar o seu dilema

Se é a ele, e não a mim, que vai o dardo?

 

Se ignoro o arrastar do meu irmão

E, ao invés de covardia, chamo argúcia,

Se em suas lágrimas eu lavo minhas mãos,

Onde estão o meu valor e minha astúcia?

 

Pode ser que ao fim da linha, o Criador

Me ordene que espere, “Não se importa?

Vou buscar um o filho meu que se atrasou”.

 

Ou, quem sabe, pra depor a meu favor,

Carregar a minha mala, abrir a porta,

O irmão, que ali já descansou!

 

 

Jaeder Teixeira Gomes

 
Design: Fábrica de Criação   |   concrete5 - open source CMS © 2017 Jason Jair Frutuoso.    Todos direitos reservados.