Buscar no site

01/dez/2012

UM ESPAÇO PARA A ALEGRIA

Autor(a): Jason Frutuoso

 

Hoje tive a honra de participar da festa da Associação dos Hemofílicos de Brasília para o encerramento do no de 2012. Confesso que foi para mim, mais um momento feliz em companhia deles. Se em outras ocasiões os vi unidos para solicitarem uma política pública mais justa para a questão deles, desta vez os vi festejando uma vitória, não por terem vencido uma guerra, mas pelo menos a vitória de mais um ano de batalha em favor da vida e de mais justiça social.

 

Vi gente chorando, e confesso que chorar daquele jeito é muito bom, porque aquela gente chorava por uma boa emoção, por ver ali a Dra. deles, a quem eles confiam cegamente seus destinos de pacientes. Um homem já idoso do grupo de hemofílicos de Brasília disse: “Só descobri que tinha hemofilia aos 18 anos de idade, graças A Deus, pelas mãos de Dra Petrucelli; eu gostaria que ela estivesse aqui, pena que ela teve que parar, ela é uma grande mãe. Depois veio esta pessoa fantástica que aí está, a Dra. Jussara, que cuida muito bem de nós, a quem agradeço muito. Agradeço a todos, sem dizer nomes para não fazer injustiça aos profissionais que tanto nos ajudam. Queremos nosso Centro de Tratamento de Hemofilia de volta”.

 

O que vi ali era a vida pedindo passagem, a pura igualdade humana; era a prova de que, se não conseguimos ser todos iguais perante a lei, podemos garantir que somos iguais perante nós mesmos. Se vi diferença entre as pessoas que ali estavam e as que ali não foram, foi apenas a diferença tão comum às peças do mosaico da vida, que depois que as colocamos em seus devidos espaços percebemos nelas a mais perfeita harmonia.

 

Foi sensacional ouvir gritos de uma plateia que lembrou a chegada de um ídolo de qualquer esporte ou qualquer outro espetáculo. É a alegria de saber que ainda vale a pena cumprir o juramento que o profissional de saúde faz na hora de sua colação de grau.

 

Naquele momento gostei de fazer coro com os paciente e seus familiares e bater palmas para Dra. Jussara e toda sua equipe. Foi ótimo ouvir, ainda hoje, que Dra. Petrucelli continua sendo aquele mito que conheci quando trabalhávamos nas mesmas instituições (ter trabalhado nas mesmas instituições que ela muito me orgulha).

 
Design: Fábrica de Criação   |   concrete5 - open source CMS © 2017 Jason Jair Frutuoso.    Todos direitos reservados.