Buscar no site

21/set/2014

O Político que Chorava

Autor(a): Jason Frutuoso

 

Contam que no interior de Minas Gerias havia um político que, especialmente em época de eleição, comparecia a quase todos os velórios para chorar – chorava na esperança de obter alguns votos.

Certo dia ele passava por um bairro de sua cidade e olhando que aquele “rabo de olho” característico e peculiar de sua pessoa, viu uma mesa que parecia maca coberta com um pano branco comprido que parecia lençol. Então ele parou, e começou a sua tarefa de chorar.

Uma moça chegou e perguntou:

 – O senhor veio para a homenagem?

 – Sim, esta pessoa merece tudo de bom, e principalmente porque é a última vez que voou homenageá-la.

– Muito bem, sente-se, fique à vontade, que nossa homenageada está quase chegando, os músicos já estão se preparando para participarem de tão importante evento. Mais tarde os convidados estarão aqui para esta justa homenagem.

– Ele chorava copiosamente, mas a moça não dava sinais de que aquele choro traria quaisquer benefícios práticos para o candidato.

Após uma hora e meia de espera chega a homenageada vestida com roupas finas de adolescente e, sem nenhuma cerimônia, levantou o pano que parecia um lençol e disse: Puxa vida, esta minha avó é  a melhor vó do mundo! COMO ELA FAZ QJUITANDAS GOLSTOSAS!! ACEITA UM SALGADINHO, SENHOR?

BOM COMPLETAR 15 ANOS, NÃO?

 
Design: Fábrica de Criação   |   concrete5 - open source CMS © 2017 Jason Jair Frutuoso.    Todos direitos reservados.