Buscar no site

11/jul/2010

Ao morto honrado

Autor(a): Jason Jair Frutuoso


Você que viveu e lutou por uma vida melhor, certamente não morreu de verdade. Você ficou por aqui, no silêncio do beija-flor, no canto do sabiá, no canteiro de plantas ou nas nuvens suaves do amanhecer. Ou quem sabe se naquele por do sol avermelhado, ou ainda nas nuvens que formam carneirinhos?

Sua energia ficará pra sempre entre nós, na essência das flores e no melhor dos amores.

 

                    Do livro "Pedaços de alma"



 
Design: Fábrica de Criação   |   concrete5 - open source CMS © 2017 Jason Jair Frutuoso.    Todos direitos reservados.